Consiste em um fundo filantrópico para Equidade Racial e de Gênero, que, a cada mês, potencializa iniciativa de mulheres negras com formações, assessorias e aportes financeiros. O Fundo Agbara surge como resposta à falta de políticas públicas direcionadas ao fortalecimento e autonomia de mulheres negras e suas comunidades.

 

É importante ressaltar que o Fundo Agbara não tem como intuito promover ações de caridade, tampouco se resume em doações em dinheiro, uma vez que sua concepção teve como premissa a elaboração de ações contínuas e cotidianas de combate efetivo do racismo institucional e estrutural. Em épocas de campanhas que dizem que #vidasnegrasimportam, fomentar os projetos de mulheres negras e indígenas é importante não apenas para combater o racismo sistêmico que as priva de acesso, mas também para revigorar a auto estima dessas mulheres, ajudá-las a ter independência financeira para que consigam, por exemplo, se libertar de relações abusivas e ciclos de violência em suas vidas íntimas, além de incentivar seus sonhos. 

Como sabemos, mulheres nunca pensam apenas em si, e quando você as fortalece, especialmente as negras, fortalece também uma rede de no mínimo quatro pessoas que orbitam estas mulheres, pois elas vivem de maneira verdadeira práticas de coletividade! O Fundo Agbara, então, torna-se uma ferramenta possível para redução de desigualdades em um plano micro – no entanto muito potente – bem como um programa de fortalecimento  e empoderamento de mulheres negras!

Maya Angelou

O Fundo Agbara nasce da vontade de sistematizar vaquinhas que aconteciam espontaneamente entre uma rede de amigos na cidade de Campinas, em um fatídico momento de pandemia, crise econômica e aumento expressivo do número de desempregados – indíce ocupado majoritariamente por mulheres negras.

Coordenadoras

Aline Odara

art director

Criada em Campinas, formada em Ciências Sociais pelo PROUNI, Pedagoga, Mestranda em Educação pela Unicamp, Idealizadora, coordenadora e militante antirracista do Fundo Agbara, pagodeira, cozinheira e educadora. Acredita que para grandes mudanças em direção a sociedade que desejamos a saída será sempre coletiva! “Desejo que ideias potentes como a do Projeto Agbara se multipliquem por todo o Brasil!” Axé!

Fabiana Aguiar

art director

Cresceu entre Minas Gerais e SP-ZL, mora em Campinas há 10 anos. Formada em Publicidade na Puc-Campinas. Atualmente, é afroempreendedora na Pitaya Roxa, marca de decoração artesanal em macramê. “Acredito na potencialidade da mulher negra, na sua capacidade de empreender e do trabalho em rede para uma economias mais sustentável e solidária”

Iara Teixeira

art director

Nascida e criada em Campinas, fez Ciências Sociais, bacharelado e licenciatura na Puc- Campinas. Atualmente, tem uma marca de cosméticos naturais, artesanais e veganos com o objetivo de empoderar mulheres política, social e espiritualmente. Também é uma das coordenadoras do Projeto Agbara, onde, a partir de um fundo solidário, viabiliza-se a transferência de renda para mulheres negras apoiando suas ideias e projetos.

Mariana Pimentel

art director

Nascida no Guarujá, com família pela Baixada Santista, atualmente moro em Campinas. Formada em Sociologia na Unicamp educadora popular, servidora pública, da Angola e do Samba, atuo junto ao Projeto Agbara por acreditar na potência emancipatória de iniciativas pequenas, coletivas e populares. “A necessidade de reinvenção e a luta pela sobrevivência nos faz semente. Muita força, fé e raiz!”

Mobilizadoras

Bruna Zanetti

art director

Nascida no interior de SP, mora em Campinas há 8 anos. Fotógrafa por hobby e graduanda em Ciências Biológicas na UNICAMP. Há 3 anos atua como educadora no cursinho popular CESCON. Na graduação participou de coletivos estudantis que proporcionaram experiências em gestão de projetos e eventos, além da formação como arte-educadora e oficineira ambiental

Carolina Pinho

art director

É mestra e doutora em Educação e Filosofia. Além de intelectual, docente e pesquisadora na área de educação e feminismo negro, ela atua como comunicadora, produtora de conteúdo, militante, afroempreendedora e consultora na área de diversidade.

Eri Sales

art director

Cresceu entre Taboão da Serra e Campinas, é formada em Economia pela UNESP- Araraquara. Em seu recente retorno à Campinas, busca colaborar com mudanças necessárias para a cidade selva de pedra. Enxerga no Agbara oportunidades para somar na luta de mulheres negras e indígenas com potencial de conquistar o mundo afora. “Vida londa e prosperidade ao Agbara!”

Sabrina Savani

art director

Natural de Campinas, estudante do terceiro ano de Artes Visuais na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMO). Formada no Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFIS), também pela UNICAMP e batuqueira no grupo Maracatucá.

Stefany Izidio

art director

Nascida em Campinas, é educadora popular, integrante do Coletivo de Mulheres Negras Lélia Gonzalez, graduanda em Letras pela UNICAMP. Atuou com Cooperativas Populares em Campinas. Acredita na potência do Fundo Agbara e em novas tecnologias de uma Economia Feminista para o desenvolvimento econômico de mulheres desvinculadas de grandes corporações.

PARCEIROS E AGREGADORES

Conheça empresas e parceiros que somam com o Fundo Agbara

Para se tornar uma pessoa doadora do Fundo Agbara, é bem simples! Basta se cadastrar pala plataforma Grifa.me e realizar um cadastro de inscrição.

Mulheres Recentemente Potencializadas